Porque Deus amou ao mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3.16

Qual é o melhor presente de Natal que você já recebeu?

Uma boneca? Um kit médico? Um videogame ou um par de patins inline? Um carro? Uma moto? A viagem dos sonhos? Uma casa? Alguma coisa que custou muito dinheiro? Foi o valor do presente ou o carinho com que foi dado que o tornou tão especial?

E qual foi o melhor presente de Natal que você já deu?

Alguma coisa que você mesmo fez, ou uma coisa que você juntou dinheiro para comprar? O presente “perfeito” para aquela pessoa? Por causa do carinho que você colocou nele? Foi especial por causa da alegria da outra pessoa ao recebê-lo? Ou foi por outro motivo?

Bem, acredite ou não, o melhor presente de Natal que você recebeu não foi um brinquedo, jogo, roupa, carro, ou qualquer outra coisa. Na primeira manhã de Natal há muitos anos, Deus lhe deu o presente mais caro do mundo. Teria sido mais barato se Ele embrulhasse algumas estrelas e planetas e os colocasse na porta de sua casa. Ele poderia ter economizado tirando todo o ouro, prata e diamantes do mundo e os amontoados no seu quintal. Mas não. Ele lhe deu o presente mais generoso que poderia dar: Jesus, o seu Filho.

Deus demonstrou duas coisas mandando o Seu Filho como seu presente de Natal: primeiro, Ele demonstrou que o ama mais do que você imagina (1 João 4.9); e, em segundo lugar, Ele demonstrou que é um Deus generoso. Ele não mediu esforços por

você. Ele suportará qualquer dor para lhe dar a vida eterna.

E qual é o melhor presente que você pode dar para Deus? Você mesmo. Seu amor. Sua gratidão. Sua adoração. Sua devoção. Sua vida. Este seria o melhor presente de Natal que você poderia dar a si mesmo.

Você recebeu o presente – o que você tem feito de Jesus? Jesus habita no seu coração? Você o tem apenas como seu salvador, ou ele é também seu Senhor?

Torço para que neste Natal você dê e receba muitos presentes, mas não se esqueça que sem Jesus não existe Natal. É por isso que o convidamos para que sua atitude seja de entrega, gratidão, adoração e consagração àquele que se tornou nosso maior presente.

Tenha um Natal abençoado,

Rev. Jônatas